Augusta e Respeitável Loja Simbólica Aurora de Brasília, Nº 1634
Grande Benfeitora da Ordem
Federada ao Grande Oriente do Brasil
Jurisdicionada ao Grande Oriente do Distrito Federal

Os idealizadores da Aurora de Brasília plantaram acácias e carvalhos para abrigar o professor, o comerciante, o advogado, o aeroviário, o topógrafo, o animador cultural, o pastor evangélico, o marceneiro, o general, o motorista, o contador, o funcionário público, o policial, o fazendeiro, o dentista, o tabelião, o político, o corretor de imóveis, o deputado federal, o engenheiro; o administrador de empresas e outros representantes do agregado social maçônico que se formava nos primórdios de construção de Brasília, a terra prometida com as bênçãos do Grande Arquiteto do Universo. Mas, todos iguais; todos os irmãos.

O nascimento da Aug... e Resp... Loja Simbólica Aurora de Brasília vem de uma necessidade imperiosa, é o resultado dos ideais maçônicos de um grupo de irmãos iniciados noutros estados da federação, que resolveram radicar-se em Brasília, nos seus primórdios, capitaneados pelo Ir.: José de Melo e Silva, que formaram uma cadeia de união e a constituíram, em 1965.

Nos primeiros anos de Brasília, muitos irmãos maçons vindos de outras partes do País, principalmente de Goiás e de Minas Gerais, não estavam filiadas às Lojas aqui existentes, que eram poucas: a Estrela de Brasília e a Atalaia, no Plano Piloto, e as Lojas União e Silêncio, em Taguatinga, e Fraternidade e Justiça II, em Sobradinho.

O Ir... José de Mello e Silva, da Estrela de Brasília, aceitou, dos irmãos ainda não filiados, o desafio e o apelo para que fosse fundada uma Loja com o título de Aurora na cidade que tem a alvorada como um de seus símbolos.

Assim nasce a 15 de março de 1965, depois de alguns meses de reuniões preliminares, a Loja Maçônica Aurora de Brasília obediente ao Grande Oriente do Distrito Federal, federada ao GOB – Grande Oriente do Brasil.